Nossa página Nosso Twitter Nosso canal

Quem inventou o avião, os irmãos Wright ou Santos Dumont?



O aparecimento de uma réplica do avião 14 Bis na cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro trouxe para a ribalta uma velha discussão, na História da Aviação, sobre a paternidade do primeiro voo de um aparelho mais pesada do que o ar, propulsionado por um motor, isto é, aquilo a que chamamos hoje um avião.

Quem fez então o primeiro voo? Os irmãos norte americanos Wilbur e Orville Wright em 1903com o aparelho a que deram o nome de Flyer ou Santos Dumont com o 14-Bis três anos depois em Paris?

Debrucemo-nos então sobre a cronologia destes dois acontecimentos fundadores da Aviação, tão importante um como o outro deixando aos defensores das pertenças as suas lutas sempre entusiasmadas.

Em 17 de dezembro de 1903 num descampado da pequena cidade de Kitty Hawk no estado de Carolina do Norte, um biplano construído em madeira coberto com pano de algodão e equipado com um pequeno motor de 12 cavalos foi catapultado numa calha de caminho-de-ferro para o ar em voo controlado, a poucos metros do chão, aterrando depois de 12 segundos 36 metros mais à frente. Aos comandos encontrava-se Orville Wright que tal como o seu irmão, ambos construtores de bicicletas, acreditavam que o homem poderia um dia, no futuro, voar tranquilamente. Nesse mesmo dia foram feitos ainda mais três voos, no segundo com Wilbur aos comandos voaram-se 50 metros e no último Wilbur venceu 250 metros durante quase um minuto.

Com a experiência que acumularam anteriormente na construção de planadores foram aperfeiçoando nos anos seguintes os seus modelos propulsionados com motor utilizando sempre o sistema de catapulta para descolar.


Em 23 de outubro de 1906 no campo de Bagattele, nos arredores Paris, o brasileiro Santos Dumont, um experiente construtor de dirigíveis, descolou a bordo do seu aparelho 14-Bis, construído em madeira e coberto de papel de seda com a ajuda de um motor de 50 cavalos sem recorrer a qualquer sistema de catapultagem. Pela primeira vez um avião foi para o ar ganhando velocidade numa corrida de descolagem.

O voo foi testemunhado por uma multidão entusiasmada e por um júri do Aeroclube de França na época a entidade mais reconhecida para outorgar os feitos aeronáuticos. Dumont voou quase 70 metros a uma velocidade de 30 Km/h a dois metros do chão.

Do ponto de vista da operação dos aparelhos, o Flyer era pilotado na posição deitada de bruços onde o piloto movia duas alavancas para manter a linha de voo. Dumont controlava o 14 Bis na posição em pé com um sistema de arnês ligado ao corpo com o qual movia uma superfície móvel.

Os dois aparelhos pesavam à volta de 200 quilos e rondavam os 12 metros de envergadura com 10 de comprimento.

Os irmãos Wright catapultaram para o ar em 1903 um aparelho mais pesado do que o ar propulsionado por um motor, Dumont três anos depois descolou sem ajuda de uma catapulta. Com estes dados cronológicos deixo para o leitor ou leitora a conclusão sobre a importância destes voos fundadores do que hoje chamamos a Aviação, uma das maiores criações da inteligência humana.

Poucos anos depois destas datas fundadoras, Louis Blériot em 1909 ligou Calais na França a Dover na Inglaterra percorrendo os 36 quilómetros em meia hora, era o triunfo da Aviação.

No Museu do Ar em Sintra está uma réplica do 14 Bis e do avião Blériot


http://www.dn.pt/mundo/interior/quem-inventou-o-aviao-os-irmaos-wright-ou-santos-dumont-5326415.html